Imagem capa - Outubro Rosa Pet por Retratinhos Pet

Outubro Rosa Pet


Hoje está cada vez mais rotineira em nossos consultórios a geração sênior pet. Segundo estimativa da ABINPET (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação) existe no Brasil aproximadamente 31 milhões de cães e 15 milhões de gatos domésticos e que se compararmos nossos pacientes com os de 10 anos atrás, vemos que a expectativa de vida dobrou.

Cães que viviam até os seus 9 anos de idade, hoje vivem até os seus 18 anos. Esse aumento de expectativa se deve a mudança de visão dos tutores sobre o seu pet, que hoje são tidos como filhos e netos, o que promove uma melhora e uma maior preocupação na abordagem do que oferecer como alimento, do bem estar e da saúde, que passaram a vacinar e tornar frequente as visitas ao Médico Veterinário. Para se ter uma idéia , temos paciente idosos de 18, 19 até 20 anos que realizam check up semestralmente , controlam Diabetes com insulinas, fazem consultas com Oftalmologistas veterinários e tomam suas medicações para pressão alta prescritas pelos seus cardiologistas veterinários e as especialidades médicas veterinárias hoje é uma realidade. Mas atrelada a esse aumento de expectativa vem as doenças que precisamos alertar e o câncer é uma delas, pois não podemos pensar ou abordar essa doença somente quando ele fizer parte da geração sênior.

A Medicina Veterinária hoje procura trabalhar muito com a Medicina Preventiva, orientando e tomando medidas para que esse paciente tenha um aumento da idade associada a uma qualidade de vida. E umas das doenças em que mais perdemos pacientes infelizmente é o câncer nas suas mais diversas apresentações. Em estudos observacionais realizados pela conhecida Epidemiologista em câncer Jennifer Kelsey (que realizou esse estudo após perder seu cão com câncer e dedicou o artigo à ele), 51% do câncer em fêmeas são os de mama e que os machos podem desenvolver 03 tipos de câncer testicular : sertolioma, seminoma e tumores de células intersticiais .

Para que nosso paciente não faça parte dessas ou de tantas outras estatísticas trabalhamos com a prevenção e uma das medidas é a castração realizada antes do primeiro cio (impedindo a ação do estrógeno e progesterona), pois já temos estudos e pesquisas relacionadas que nos dão 99,5 % de redução dos tumores relacionados ao Sistema Reprodutor em fêmeas e em machos e assim como em outras doenças como Hiperplasia Endometrial Cística e a Piometra (doença relacionada com a aplicação de hormônios anticoncepcionais, que inclusive é praticado por colegas de profissão, com tutores cientes das consequências, mas que preferem pelo baixo custo).

Por isso a Medicina Veterinária Preventiva aproveita o mês dedicado à prevenção do câncer em humanos e extrapola a idéia de prevenção para os seus pets. Para que deixem de ser rotina a tristeza e o choro de tantos tutores sobre seus pets que morrem por doenças que teriam 99,5 % de chances de serem evitadas como o câncer de mama.


Dra Graziely Barbosa da Cruz - CRMV GO 5790

Médica Veterinária Anestesiologista e Intensivista